quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

OS ARRANJINHOS DOS GENERAIS

A DEMISSÃO do general David Petraeus como director da CIA chamou a atenção para o puritanismo dum país onde o adultério é um delito em 23 estados da união e atinge proporções de extrema gravidade nas suas Forças Armadas. Neste momento, por esse mesmo motivo, altos comandos militares estão a ser investigados, incluindo o general John Allen, que esteve para ser nomeado comandante-chefe das forças da NATO no Afeganistão.
Tudo ficou a descoberto com uma investigação do FBI, que garante a segurança interna e que apanhou em falso o patrão da CIA, envolvido numa suspeita troca de emails com duas mulheres. Estes casos reabriram o debate sobre a estratégia de segurança há anos montada pela própria CIA e apoiada pelo próprio Obama desde que chegou à Casa Branca. 
A CIA é hoje um elemento essencial duma estratégia externa marcada pelas operações especiais e os ataques da sua frota de “drones”(aviões teledirigidos).A chegada a Langley de Petraeus, o general de quatro estrelas autor do manual de contra-rebelião que mudou a guerra do Iraque após os fracassos iniciais, marcou um ponto culminante na militarização da guerra das informações. Obama, que em breve vai ter de remodelar a política externa e a segurança, poderá aproveitar esta ocasião para reformular toda a política de inteligência de Washington.
in Sorumbático,12 Dez.2012

1 comentário: